Website Ribbon ::: TampaBlog! ::: [v.2]
Quem procura acha..
 
Passou..
Assine o RSS do TampaBlog

Digite seu e-mail abaixo:

Delivered by FeedBurner


Curiosidades
Noticias
Vídeos
Downloads
Games
Dicas
Tecnologia
Tirinhas
Imagens
Campanhas/Memes
Click Cinema
Entrevistas
arucUOL<




Adcione o TampaBlog banner!



Top 20 Sedentário e Hiperativo
Jacaré Banguela
Bobagento
Ah Tri Né


Gulp
Controle Remoto
Blog do Noel
Empresas JVS
Teobaldo HP
DownBr




addtomyyahoo4Subscribe in NewsGator Online
Add to My AOL Subscribe in Rojo
Subscribe with BloglinesAdd to netvibes
Add to Google



Visitantes OnLines








IsFree.TV

[quarta-feira, 8 de agosto de 2007]

Rio de Janeiro - Miserável


Em um blog aberto apenas à convidados, a americana Angie Akers, 31 anos, comenta sobre sua estadia no Rio de Janeiro, no período em que disputou nos jogos Pan-Americanos no volêi de praia, junto com Brooke Niles Hanson.

No blog, ela relata que a cidade do Rio é lamentável e que a desorganização, pobreza e sujeira tomam conta do lugar.

Foi a primeira participação da atleta no vôlei, ela que é modelo e socióloga por formação. Segundo seus posts, ela afirma que foi a única vez que deixa sua cidade, Redondo Beach, na Califórnia.

"A cidade inteira, de tantos milhões de habitantes, só tem favelas. Os rios correm negros. Porcos e outros animais bebem a água suja. É terrível", escreve a atleta em seu diário virtual. "As coisas aqui são muito loucas!!! Não há o que se preocupar com segurança, porque há 15 mil policiais, agentes do FBI à paisana, agentes secretos etc, em todos os lugares. Esse lugar é o mais pobre que já vi. É muito triste", relata Akers, que faz uma ressalva. "Copacabana, onde jogo, é o lugar mais legal de tudo o que vi."

Nem a Vila Pan-Americana escapou das criticas dos posts da jogadora.

"A Vila é legal. Foi construída especialmente para os Jogos e os apartamentos serão vendidos para os mais ricos do Rio depois que sairmos. Mas, para se ter idéia, é o básico do básico. Não existe luxo aqui", afirmou, referindo-se aos alojamentos de atletas, que já receberam reclamações de outros competidores.

A Americana ainda diz ser lamentável a situação da alimentação, tanto dentro quanto fora dos alojamentos.

"É interessante. Nos disseram que teríamos uma ótima comida, aprovada por nutricionistas esportivos. Estou chocada com o que os atletas de outros países comem. Muita batata frita, cachorro-quente, pães e sobremesas que vocês [leitores] não acreditariam. A maioria dos atletas nem parece atleta", continua a norte-americana, que disse ter encontrado dificuldades para se alimentar. "É uma dificuldade para encontrar comida boa. Brooke [Hanson, a parceira] e eu quase ficamos em pânico no primeiro jantar e café da manhã, quando procuramos por algo que conseguíssemos comer", escreveu a atleta, que só poupou uma grande churrascaria, que disse ter visitado na noite de quarta-feira. "Foi uma das melhores refeições que fiz na vida."

A Americana não parou por ai, o transporte dos atletas rendeu fortes críticas também.

"Quando temos dois treinos, são quatro horas no ônibus. Quando é um treino, só duas horas. Eles [organizadores] realmente nos mantêm ocupadas", escreveu.

A Atleta foi procirada pela Folha, para conversar a respeito.
Mas, eliminada pela dupla mexicana, a "Miss Sunshine" de Redondo Beach não quis conversa.

"O Rio é um ótimo lugar para receber um Pan-Americano", afirmou, antes de deixar a zona mista das arenas de Copacabana.

Marcadores:



Por Tampa às [18:16]  |   |





::: TampaBlog! :::
Solte o Verbo! Comunidade TampaBlog! Blogs que leio Assine o RSS