Website Ribbon ::: TampaBlog! ::: [v.2]
Quem procura acha..
 
Passou..
Assine o RSS do TampaBlog

Digite seu e-mail abaixo:

Delivered by FeedBurner


Curiosidades
Noticias
Vídeos
Downloads
Games
Dicas
Tecnologia
Tirinhas
Imagens
Campanhas/Memes
Click Cinema
Entrevistas
arucUOL<




Adcione o TampaBlog banner!



Top 20 Sedentário e Hiperativo
Jacaré Banguela
Bobagento
Ah Tri Né


Gulp
Controle Remoto
Blog do Noel
Empresas JVS
Teobaldo HP
DownBr




addtomyyahoo4Subscribe in NewsGator Online
Add to My AOL Subscribe in Rojo
Subscribe with BloglinesAdd to netvibes
Add to Google



Visitantes OnLines








IsFree.TV

[sexta-feira, 20 de julho de 2007]

Quadrilha Virtual

Foi presa em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, uma quadrilha que havia seqüestrado o líder (top) do ranking do jogo virtual GunBound, identificado como DuduMagik, e obrigado o rapaz a transferir a pontuação dele para o grupo.


O bando, através de um nome fantasia 'La Firma', anunciava em um site da internet que a pontuação estava à venda, por até R$ 15 mil. Os policiais também descobriram, depois de investigações, que o grupo ameaçava vários competidores e os obrigava a ceder os pontos, que depois eram comercializados com outros internautas.

Segundo o delegado, Fabiano Barbeiro, a vítima do seqüestro é um usuário bastante conhecido.
- "Por diversas vezes, ele impediu que a sua conta fosse transferida. A quadrilha tentou pelo menos 23 vezes fazer a transferência dos pontos, segundo informações da própria vítima. Não conseguindo, eles atraíram o rapaz para um lugar em Guarulhos, no dia 19 de junho, e então fizeram o seqüestro, obrigando a vítima a transferir a conta" - disse o delegado.

Tamires Rodrigues, uma das integrantes do bando, atraiu a vítima usando um programa de bate-papo virtual, com uma webcam. No local do encontro, a mulher não apareceu e lá estava um dos integrantes da quadrilha, identificado como Igor da Silva Carvalho, que com uma pistola semi-automática, obrigou o jogador a ir a uma lan-house para fazer a transferência. Outro integrante da quadrilha já estava aguardando a transação. DuduMagik ficou cerca de 6 horas em poder dos seqüestradores.

- "Sabemos que as contas com as mais altas patentes do jogo eram negociadas por valores entre R$ 800 e R$ 3 mil. O DuduMagik é o líder do jogo e a conta dele estava sendo oferecida por entre R$ 12 mil e R$ 15 mil" - afirmou o delegado.

Policiais da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) prenderam Anderson Faquini, de 19 anos, Alexsander Kaiser Pereira, de 27, Tamires Rodrigues Vieira, de 19, e Igor da Silva Carvalho, também de 27. Com o grupo, foram apreendidos equipamentos de informática, uma câmera digital, um laptop e um aparelho celular. A polícia investiga os planos da quadrilha de fazer outros seqüestros. A polícia suspeita que haja participação de funcionários da OnGame, que representa a empresa do jogo no Brasil, possam ter participação.

O GunBound é considerado de estratégia e ação e é sucesso aqui no Brasil. As disputas acontecem entre 8 jogadores, que lutam entre si usando mobiles, as máquinas de batalha. O jogo é distribuído no Brasil pela empresa OnGame e foi criado pela empresa coreana Softnyx. O usuário pode fazer o dowload do jogo gratuitamente, mas o usuário pode comprar créditos, através de um cartão pré-pago. Com esses créditos, ele vai adquirindo itens do jogo, como máscaras, armaduras, chapéus que aumentam o poder de disputa dos competidores. É isso que valoriza a conta do usuário e até criou um mercado negro de venda de contas.

Segundo o proprietário de uma lan house, quem tem uma boa conta ranqueada como Dragão Vermelho consegue vendê-la por até R$ 300 reais para participantes do jogo. Mas há casos de contas que chegam a ser oferecidas por até R$ 5 mil, segundo pessoas ligadas a esse mercado. Há 2,7 milhões de usuários cadastrados, segundo a OnGame.


E NÃO É A PRIMEIRA VEZ!!


Igor da Silva Caravalho organizou no ano passado (2006) um campeonato de Counter Strike, em uma lan house cuja o nome é Max Lan, em São Paulo. O Campeonato desde o começo rendeu muita polemica, pois Igor, baniu times profissionais do game e não permitiu que fossem feitos times "MIX", que seria uma mistura de integrantes de vários times.


O Campeonato rolou e foi um ótimo evento, tendo a equipe COMBO como campeã, porem, na hora da premiação de 2.000 reais, Igor da Silva Carvalho sumiu com 1.300 reais (dinheiro total arrecadado era inferior a premiação) e ainda deixou para trás uma dívida de 800 reais com o dono da Lan.

Os ganhadores viram que o dono não havia culpa nenhuma e então recusaram-se receber a premiação se o dinheiro não fosse o mesmo que Igor havia roubado. O dono da lan house, Agnaldo de Freitas, ainda meio perdido, pagou de seu bolso a inscrição dos ganhadores, valor equivalente à 200 reais, pagos com 150 notas de um real e mais 20 notas de 2 reais e duas notas de 5 reais.

Igor, que havia cadastrado-se na lan house com dados falsos, na época foi encontrado e indiciado.

Marcadores:



Por Tampa às [11:00]  |   |





::: TampaBlog! :::
Solte o Verbo! Comunidade TampaBlog! Blogs que leio Assine o RSS